PLPinto.M.pt

Limpeza Intestinal – Mitos e Fatos

 

Limpeza Intestinal – Mitos e Fatos

Devido aos médicos identificarem várias doenças que são causadas por um incorreto funcionamento do sistema digestivo, principalmente do intestino grosso (colon) cada vez se fala mais em que se deve fazer uma limpeza intestinal regularmente.

Mas muitos anúncios e reviews a remédios para limpeza intestinal tendem a exagerar os benefícios de uma limpeza intestinal. É verdade que a limpeza intestinal é a ultima moda na saúde mas a informação credível continua a ser escassa. De fato a limpeza intestinal oferece alguns benefícios de saúde, mas este artigo serve para diferenciar os mitos dos fatos.

Limpeza IntestinalUma_limpeza do colon serve para remover as fezes duras e outras impurezas do intestino grosso que ficam retidas (agarradas) às paredes dos intestinos durante longo tempo, por vezes meses, pelo intermédio de inserção de água pelo reto (hidroterapia do colon) ou através de remédios, que podem ser químicos (laxantes) ou naturais (extratos vegetais) ingeridos oralmente.

A hidroterapia do colon trata-se de inserir um liquido, por norma água morna esterilizada pela fervura, no ânus para amolecer as fezes e limpar os intestinos de todo o seu conteúdo. Por norma é utilizada antes de fazer exames ou em casos extremos de prisão de ventre porque não é uma coisa muito agradável de se fazer em casa.

Existem clinicas que o fazem mas neste caso o preço não é muito agradável e não é uma coisa que nos sintamos à vontade a fazer à frente de outras pessoas, mesmo profissionais de saúde.

Os laxantes, por seu lado, são mais fáceis de utilizar em casa pois promovem um evacuar forte que também limpa os intestinos das suas impurezas, mas têm o inconveniente de causarem efeitos secundários, como fortes diarreias e dores de barriga e, no caso de serem utilizados contra a prisão de ventre, causam habituação.

Os suplementos naturais fazem as mesmas vezes dos laxantes, mas embora sejam mais lentos a fazer efeito são praticamente isentos de efeitos secundários. Também têm a vantagem de poderem ser ingeridos em doses reduzidas para eliminar a prisão de ventre sem criarem habituação.

Mas vamos então eliminar alguns mitos sobre limpeza Intestinal:

1 - Existe o mito de que o colon requer uma limpeza periódica para se manter saudável. Não é verdade. Se você não sofre de prisão de ventre (evacua todos os dias ou pelo menos quatro vezes por semana) e as fezes apresentam uma consistência normal (nem duras nem demasiado liquidas) então provavelmente não precisa de nenhuma limpeza intestinal.

Em situações normais o intestino consegue limpar-se a ele próprio e eliminar as tóxicas sem ajuda externa. Além disso um intestino saudável possui milhares de bactérias benignas que ajudam a quebrar as fibras e a eliminar as toxinas naturalmente.

2- Se não for feita uma limpeza intestinal adequada forma-se uma placa de impurezas agarradas às paredes do colon que impede a correta absorção dos alimentos. Mais uma vez está errado, pelas mesmas razões apontadas no ponto anterior. Se os seus intestinos funcionam normalmente não há razão para ter medo disso. Isso só acontece nas pessoas presas dos intestinos, que evacuam raramente e têm fezes duras.

3- Os movimentos de evacuação das fezes devem ser diários. Não necessariamente. Pode tentar habituar os seus intestinos a evacuar todos os dias à mesma hora, isso cria um habito que se torna regular mas não existe essa obrigatoriedade. E mesmo que se você evacua por norma todos os dias, mas devido a algum alimento fica alguns dias sem fazer nada, não tem com que se preocupar desde que eles voltem ao normal.

limpeza intestinal faz emagrecer4--Outro mito é que uma limpeza intestinal faz emagrecer. A limpeza intestinal só faz perder peso a quem tem problemas digestivos ou intestinais (pois dá-se uma melhor absorção dos alimentos). Se você tem um sistema digestivo saudável a limpeza intestinal não o vai fazer perder peso nenhum.

Mas se realmente sofre de algum dos sintomas como, prisão de ventre, muitos gases, cólicas constantes, diarreias inexplicáveis ou um mal-estar geral acompanhado de falta de apetite então uma limpeza intestinal pode-lhe ser benéfica.

As limpezas intestinais não estão apenas na moda, elas tornaram-se parte deste mundo moderno devido a uma má alimentação, pobre em fibras e legumes e rica em açucares e farinhas refinadas, que não permitem que o intestino faça o seu papel de eliminar as toxinas corretamente. Mas, neste caso onde fazer a limpeza intestinal? Em casa, claro. Porque não? Não é uma coisa assim tão difícil de fazer.

Mas não utilize laxantes químicos. Não são saudáveis e apenas se devem utilizar em ultimo recurso, quando se está muito preso dos intestinos, e nunca numa base regular. Fazer uma limpeza intestinal para ficar mais saudável utilizando um produto que não é saudável não tem muita lógica.

Se se sentir confortável com isso pode utilizar água fervida previamente, para eliminar qualquer bactéria que possa possuir, e inseri-la pelo reto, cerca de 1,5 litros. O melhor sitio para o fazer é deitado em uma toalha no chão da casa de banho. É o método mais barato de fazer uma limpeza intestinal. É aconselhável tomar depois um suplemento rico em bactérias probióticas para repor aquelas que foram eliminadas.

Mas se procura um método simples, efetivo e seguro (sem a sensação desagradável da hidroterapia do colon) então a sua escolha tem que recair sobre um suplemento natural para limpeza intestinal.

Neste caso resta apenas escolher um bom suplemento natural. A escolha tem que recair sobre um que contenha uma elevada dose de fibras intactas, pois são elas que vão ‘limpar’ os intestinos e quebrar as impurezas que se encontrem agarradas às paredes do intestino grosso, alguns laxantes naturais que vão intensificar os movimentos de evacuação e deve conter também uma elevada percentagem de bactérias probióticas que vão repovoar os intestinos, pois muita da nossa flora natural perde-se numa limpeza intestinal.

Qual escolher então, o mais caro, o que tenha uma apresentação melhor? Não necessariamente!

Suplemento limpar o colonO_preço não garante a qualidade, nem na maioria das vezes está relacionado. No entanto à que desconfiar de alguma coisa que seja de preço muito inferior ao preço normal no mercado.

A apresentação também não conta. É verdade que os olhos são os primeiros a ‘comer’ mas uma embalagem bonita não garante nada.

Analise os ingredientes com que é constituído, só eles lhe podem dar a garantia da qualidade do produto. É provável que não conheça muitos dos ingredientes, mas pelo menos certifique-se que cumpre com as três normas que descrevemos acima: fibra, laxantes naturais suaves e bactérias probióticas.

Com um bom suplemento a limpeza intestinal pode ser feita no aconchego da sua casa, sem médicos a assistirem e sem graves efeitos secundários.

Uns últimos conselhos:

Faça a limpeza intestinal em um dia que não precise de sair de casa. Nos dois dias anteriores coma apenas coisas simples e de fácil digestão. Tome uma dose ao deitar e comece a limpeza intestinal propriamente dita logo de manhã.

Como não precisa de sair de casa, pode ir à casa de banho quantas vezes forem necessárias sem preocupações. E, se tiver alguma diarreia (o que é normal nas primeiras vezes, pois ainda não sabe qual a dose exata que precisa tomar), não vai ser problema de maior. Normalmente desaparece em algumas horas.

Veja Também Este Artigo

.
 
Veja Aqui os Remedios que PLPinto.M. Recomenda
 

 
» Sobre » Contatos » Condições

Nós promovemos ou sugerimos a venda de produtos e/ ou serviços que não são nossos. As nossas recomendações são sempre baseadas na nossa crença de que o produto oferece excelentes benefícios aos nossos leitores.
No entanto, esta informação não deve ser tomada como conselho médico ou prescrição de tratamento para qualquer doença.

PLPinto.M.pt ® Todos os Direitos Reservados.