PLPinto.M.pt  

Disfunção Erétil Sintomas e Tratamento

 
Disfunção Erétil Sintomas e Tratamento


Disfunção Eréctil é a inabilidade do homem manter uma ereção consistentemente de maneira repetida. Mais de 30 milhões de homens em todo o mundo sofrem deste problema. A condição é bastante comum e exerce bastante impacto na vida de uma pessoa. De facto, pessoas que sofrem do problema resistem a falar sobre isso, mesmo a um médico. Por isso é importante pegar neste assunto, que afeta tantos homens, e olhar para os vários tratamentos para disfunção eréctil / Impotência que estão disponíveis.

A disfunção erétil afeta os homens de certa idade com muita frequência, onde se calcula que 50% dos homens com mais de 50 anos já experimentaram disfunção erétil em algum momento das suas vidas. Mas tente não ficar desesperado pois muitos homens conseguem manter-se ativos mesmo acima dos 90. Não é apenas a idade que define a performance sexual, pois existem muitas situações clinicas que afetam a função sexual.

A Disfunção Eréctil Explicada

Disfunção EréctilA_disfunção erétil é a incapacidade de consegue obter e manter uma ereção suficientemente forte para conseguir ter relações sexuais convencionais. Os homens têm tendência em medir a sua masculinidade baseada na sua performance sexual, mas as definições e as regras estão a mudar.

Pénis, o órgão reprodutivo masculino é composto por duas camaras em forma de cilindro conhecidas como corpo cavernoso. A estrutura em forma de tubo estende-se ao longo do comprimento do pénis e consiste de várias artérias que trazem e levam o sangue do pénis. A estimulação física e mental do pénis causa com que o cérebro responda às artérias no pénis o que facilita o relaxamento, através do aumento dos níveis de óxido nítrico. Assim o sangue corre para o pénis de maneira a que este fique duro. De tal maneira, a ereção é conseguida com concentração contínua de músculos especiais do pénis originando compressão nas veias. Isso reduz o fluxo de sangue para fora do pénis facilitando a ereção sustida.

Qualquer tipo de disrupção, como quantidade insuficiente de inserção de sangue ou impulsos nervosos impróprios do cérebro para o pénis, podem ser um fator problemático no que toca ao funcionamento correto da ereção. De facto, qualquer coisa que limite o fluxo correto de sangue para o pénis poderá causar problemas na ereção, ou seja, disfunção erétil.

O homens que foram sujeitos a operações por problemas de próstata e outras doenças tipicamente masculinas tem vindo a fazer aumentar o número de homens que sofrem com disfunção erétil como um efeito secundário dessas mesmas cirurgias. Outra das razões é uma maior abertura dos homens e dos próprios casais para este problema sexual, o que também leva à apreciação de aproximações alternativas para o tratamento da disfunção erétil ou novas formas de prática de sexo.

O fato de que o sexo convencional não é o zénite da satisfação sexual da mulher tem entrado na consciência dos homens, mas mesmo assim a disfunção erétil pode ser extremamente frustrante para ambos os parceiros.

satisfação sexual da mulherEsta_condição pode levar a um efeito psicológico de grande impacto na relação, como forte stress, preocupação, ansiedade e mesmo depressão nos casos mais severos. E estes problemas psicológicos são eles mesmo uma das principais causas da disfunção erétil.

As condições clinicas relacionadas com a disfunção erétil são normalmente relacionadas com tratamentos para a prostatite ou para certos problemas cardíacos, que tanto podem afetar a performance no longo prazo como apenas durante algum tempo.

A insónia e outros distúrbios do sono são outro fator que pode levar ao aparecimento de disfunção erétil. No entanto os homens que sofrem de disfunção erétil devido a causas psicológicas normalmente conseguem obter ereções noturnas durante o sono e obter ereções esporádicas que permitem um sexo ocasional. Se não experimenta estas ereções involuntárias então a probabilidade de ser um problema clinico é muito maior.

Pode ser simplesmente algum medicamento que anda a tomar para os nervos, a ansiedade, a próstata ou devido a uma baixa de hormonas. Na maioria das vezes é devido a este tipo de medicação que os problemas ocorrem. No entanto existem diversos fatores e estilos de vida que podem ter um forte impacto na disfunção erétil, como:

Causas Psicológicas da Disfunção Eréctil

Muitos consideram as causas da disfunção eréctil um problema psicológico. No entanto, isso não acontece em todos os casos. Problemas de ereção tem os seus fatores psicológicos envolvidos mas vários aspetos físicos subjacentes também são verdadeiros. Tratamentos para a disfunção eréctil / impotência podem ser lidados com mais eficácia quando essas desordens são devidamente tratadas.

Causas físicas de disfunção eréctil

Doenças Vasculares
Fluxo de sangue aumentado ajuda a conseguir a ereção, e qualquer tipo de doença cardiovascular que impeça o fluxo de sangue dificulta a ereção. Condições internas como alta pressão arterial, aterosclerose, e níveis de colesterol alto contribuem para o problema.

Desordem Neurológica
O funcionamento correto do cérebro e sistema nervoso combinam na ajuda da ereção. Mas qualquer tipo de problema no seu funcionamento pode interferir na ereção. Condições disfuncionais incluem a doença de Alzheimer e Esclerose Múltipla.

diabetes disfunção eréctilDiabetes
É do conhecimento geral que os homens que sofrem de diabetes terão disfunção eréctil a qualquer momento da sua vida. Isto tornou-se especialmente evidente quando cientistas descobriram que problemas de ereção estão diretamente associados a diabetes. Homens com diabetes e desprovidos de níveis ideais de açúcar podem sofrer de nervos e vasos sanguíneos danificados.

Trauma
Qualquer tipo de trauma nas veias do pénis e artérias que fornecem sangue pode causar disfunção eréctil. Pessoas que tenham andado de bicicleta durante um longo tempo podem experienciar um trauma devido á constante pressão nas suas veias quando sentados. Isto pode causar danos irreversíveis nos canais sanguíneos do pénis.

Estilo de vida
Problemas relacionados com um hábitos impróprios como beber, fumar, abuso de drogas e mais, podem interferir com o fluxo correto de sangue para o pénis. Quando segue tratamentos para disfunção eréctil / impotência, tenha a certeza que estes hábitos de vida são controlados para obter os melhores benefícios.

Medicamentos
Certas composições medicinais podem causar disfunção eréctil. Estas incluem medicamentos para pressão arterial e antidepressivos. As drogas usadas para tratar as causas de disfunção eréctil como pressão alta e depressão são também as condições que dão origem aos mesmos. Se estiver sob medicação e começar a ter problemas de ereção certifique-se de que fala com o seu médico sobre o assunto.

Operação cirúrgica
Homens com mais de 50 anos de idade podem ter problemas com ereção devido às condições relacionadas com a idade, o alargamento da próstata ou até mesmo cancro da próstata. Os procedimentos cirúrgicos são, portanto, realizados para combater estas doenças, causando perturbações no funcionamento eréctil adequado.

Tratamentos para a Disfunção Erétil

Tratamentos para a Disfunção ErétilComprimidos como o Viagra tendem a funcionar bem em 70% dos casos, embora os efeitos secundários possam ser um problema. Tratamentos hormonais injetáveis têm uma elevada taxa de sucesso, mas ainda são mais perigosos. Métodos manuais, como bombas penianas que ajudam a puxar sangue para o pénis antes do sexo também podem ser usadas.

No entanto esses métodos são apenas soluções temporárias e não vão à raiz do problema. Entender o porque da disfunção erétil continua a ser necessário para que possa eliminar o problema definitivamente. A medicação pode ser usada ou mesmo necessária até que a causa do problema seja encontrada e a cura definitiva seja atingida.

Melhorar a sua saúde no geral fazendo um estilo de vida saudável como já falamos acima também pode ser de grande ajuda. Especialmente em relação à saúde cardiovascular, à saúde da próstata e a corrigir desequilíbrios hormonais que possa ter.

Mas existem diversos remédios naturais para a disfunção erétil em forma de comprimidos e cremes que podem ser tomados como suplementos diários e esta é a nossa recomendação, pois é a forma mais segura de combater a disfunção erétil sem sofrer de perigosos efeitos secundários. Mas, se também isto falhar, ainda existe a possibilidade de fazer uma cirurgia para inserir um implante no pénis.

Com cerca de 50% dos homens com mais de 50 anos a experimentarem alguma forma de disfunção erétil não hesite em encarar este problema. E não se esqueça que os remédios naturais são sempre mais seguros para usar em tratamentos de longa duração, como é este caso, do que os remédios químicos, normalmente prescritos pelo seu medico.

PLPinto.M.Gosta dos nossos artigos? Pode seguir-nos nas redes sociais e partilhar com seus amigos. Também temos sugestões de outros artigos (no desktop, PC, à sua direita e no celular a seguir). Ou então clique no link do botão amarelo a seguir e veja a lista dos produtos que recomendamos para a disfunção erétil.
 
PLPinto.M. Recomenda

Melhores Remédios Disfunção Erétil
 
  Google Plus Facebook  
PLPinto.M.Magazine PLPinto.M.Magazine
» Sobre » Contatos » Condições
 
Disfunção Erétil Tratamento Disfunção Erétil Tratamento
ExtraSize – Suplemento Disfunção Erétil ExtraSize – Suplemento Disfunção Erétil
Melhores Remédios Caseiros para Disfunção Erétil Melhores Remédios Caseiros para Disfunção Erétil
Disfunção Erétil Tratamento Caseiro Disfunção Erétil Tratamento Caseiro
 
 
 
Nós promovemos ou sugerimos a venda de produtos e/ ou serviços que não são nossos. As nossas recomendações são sempre baseadas na nossa crença de que o produto oferece excelentes benefícios aos nossos leitores.
No entanto, esta informação não deve ser tomada como conselho médico ou prescrição de tratamento para qualquer doença.
PLPinto.M.pt ® Todos os Direitos Reservados.
 
» Sobre » Contatos » Condições

Nós promovemos ou sugerimos a venda de produtos e/ ou serviços que não são nossos. As nossas recomendações são sempre baseadas na nossa crença de que o produto oferece excelentes benefícios aos nossos leitores.
No entanto, esta informação não deve ser tomada como conselho médico ou prescrição de tratamento para qualquer doença.

PLPinto.M.pt ® Todos os Direitos Reservados.