Vaginite – Sintomas e Tratamentos

 

Vaginite – Sintomas e Tratamentos

Vaginite é a inflamação da vagina que pode causar dor, comichão e descarga vaginal e é resultante da infeção da vagina normalmente devido ao desequilíbrio das bactérias benignas presentes no organismo.

Existem basicamente três causas de vaginite: vaginite bacteriana (que é causada pelo anormal crescimento de bactérias normalmente presentes na vagina em pequenas quantidades), vaginite parasitária (que é causada por um parasita chamado trichomonas) e vaginite fungicida (que é causada pelo fungo candida albicans e que normalmente tem o nome de candidiase). Dos três tipos a mais comum é a vaginite fungicida, que é responsável por mais de 70% dos casos.

vaginiteA_vaginite causada pelo fungo candida resulta de um desequilíbrio entre este fungo (muito presente na natureza e no corpo humano) e as bactérias benignas presentes no organismo e que normalmente conseguem controlar o fungo.

Quando há um desequilíbrio ou quando algo afeta as bactérias benignas o fungo candida consegue reproduzir-se de forma descontrolada e causar os sintomas a que chamamos de candidiase.

Quando o fungo se desenvolve descontroladamente na mulher ele causa forte comichão em toda a vagina e áreas circundantes, ardor (em especial ao urinar), pode causar dor nas relações sexuais e por norma um corrimento vaginal que pode ser espeço e ter um cheiro desagradável. Todos estes sintomas da vaginite são extremamente desconfortáveis.

Este fungo também ataca o homem, no entanto as mulheres são as suas vítimas preferidas devido à vagina ser um ambiente mais húmido, e portanto mais favorável é sua multiplicação.

vaginite homemAs_causas da vaginite são diversas, pois este fungo é um oportunista que está sempre à espreita para se multiplicar, mas por norma deve-se a um evento que afete as bactérias presentes no organismo. Na maioria das vezes deve-se à toma de antibióticos ou tratamentos para outras doenças que causem o desequilíbrio, a desordens alimentares (nomeadamente a um consumo abusivo de açucares), a alterações do PH e muitas vezes também é desencadeado por crises de stress.

A prevenção da vaginite é o primeiro passo a dar, principalmente por quem já teve ataques anteriores, e consiste em manter uma alimentação equilibrada, controlar o stress, controlar o excesso de açúcar, evitar a toma de antibióticos, manter a área vaginal bem lavada e seca e usar roupa interior de algodão para evitar a humidade provocada pelo suor. O consumo diário de iogurtes (de preferência naturais) também é muito benéfico porque contêm bactérias que podem restaurar o equilíbrio hormonal do nosso sistema.

A toma de antibióticos ou esteroides são uma das causas mais comuns para o aparecimento da vaginite fungicida, pois os antibióticos mantam todos as bactérias (as boas e as más) e deixam o caminho livre para os fungos proliferarem. Se a isso somarmos um consumo elevado de açucares, principal alimento dos fungos, temos as condições ideais para o aparecimento da vaginite fungicida.

Na verdade os antibióticos são os principais remédios utilizados no combate á vaginite bacteriana pela medicina convencional, sob a forma oral ou supositórios vaginais. Mas tal como quando utilizados no tratamento de outras infeções bacterianas eles matam todas as bactérias e não apenas as nocivas pelo que deixam aberto o caminho para a candidiase e outras doenças provocadas por fungos, que não são afetados pelos antibióticos, pelo que cada vez mais as mulheres estão a preferir os tratamentos naturais para a candidiase.

tratamentos naturais para a vaginiteMuitas mulheres estão a escolher tratamentos naturais para a vaginite. E embora os tratamentos naturais funcionem melhor para a vaginite fungicida eles são igualmente importantes no tratamento da vaginite bacteriana porque fortalecem o sistema imunológico e podem assim ser um complemento a utilizar em conjunto com os antibióticos.

A abstinência sexual durante o tratamento também é importante, não só para não pegar a doença ao parceiro como para evitar que ele quando infetado possa voltar a transmitir a vaginite á mulher depois do tratamento acabar. Em caos mais severos é aconselhável a medicação do parceiro, mesmo na ausência de sintomas.

Alguns remédios caseiros podem ser utilizados contra a vaginite como a colocação local de iogurte natural, para restaurar as bactérias benignas, vinagre de maça ou Tea Tree Oil (óleo da arvore do chá Australiana) diluído em água, alho e mel, mas são tratamentos incómodos de aplicar e pouco eficientes quando a doença já esta avençada.

O remédio natural que recomendamos para a vaginite fungicida é o Yeastrol. É simples e fácil de aplicar, eficiente a longo prazo e pode ser utilizado junto com outros tratamentos naturais ou químicos sem interações.

Veja Também Este Artigo

.Ou
Conheça os Produtos que Recomendamos para Acabar com a Candidiase de Vez
Clica Aqui

 
» Sobre » Contatos » Condições

Nós promovemos ou sugerimos a venda de produtos e/ ou serviços que não são nossos. As nossas recomendações são sempre baseadas na nossa crença de que o produto oferece excelentes benefícios aos nossos leitores.
No entanto, esta informação não deve ser tomada como conselho médico ou prescrição de tratamento para qualquer doença.

PLPinto.M.pt ® Todos os Direitos Reservados.